Episódio 6 - Os “Lindos Casos de Langerton”


Aqui vamos narrar uma sequência de histórias que muito nos emocionam ao mesmo tempo em que impressionam pelo caráter providencial da assistência dos espíritos ao médium Langerton no Cumprimento de sua missão. Ressalto que ele não contava estas histórias publicamente senão no reservado ambiente de estudos da fitoterapia com seus alunos, tendo por único objetivo demonstrar a infinita misericórdia de Deus para com seus filhos.

Como dissemos em outros episódios, mas é bom sempre lembrar, o nosso saudoso professor tinha em especial a multiplicidade dos dons mediúnicos: efeito físico, audiência, vidência, psicofonia e psicografia. Com este manancial de recursos espirituais era ostensiva a manifestação espiritual em sua instituição onde eram realizadas as seguintes atividades: Culto Cristão em conjunto com o trabalho intuitivo psicográfico (sexta às 19h). Atendimento na Farmácia de Homeopatia e Fitoterapia Frederico Peiró (Terça, quinta e sexta), Atividade de desobsessão (Aulas desobsessivas) nas quartas-feiras. Aos sábados, desde 1955 até 1985 todo sábado à tarde até madrugada à dentro participava das reuniões no Grupo Espírita da Prece, com o médium Francisco Cândido Xavier, nas quais colaborava ativamente. Ainda, diariamente funcionava o Internato Nosso Lar, para tratamento dos distúrbios mentais provocados pelas obsessões e o Albergue Noturno Dr Adolfo Bezerra de Menezes e Emílio Luz para andantes.

Ele sempre teve muito cuidado em não se projetar, em não se destacar diante do grupo que frequentava o Chico deixando apenas que o Chico brilhasse com a sua missão delicada, espinhosa e gloriosa. Disso Lembramos a palavra de João Batista aos seus discípulos quando do seu Encontro com Jesus: É Importante que ele cresça e eu diminua.


Psicografias do Chico anunciadas pelo Langerton


O Chico desde que chegou à Uberaba em 1955, deu à sua missão, por força da necessidade, um novo rumo que foram às mensagens de pessoas desencarnadas aos parentes aflitos, em geral às mães, como forma de consolação à dor da perda dos que se foram. Isso sempre ocorria aos sábados, após o culto do Evangelho no Grupo Espírita da Prece.

A sala ficava sempre lotada, muitos pais aflitos e muitos corações sequiosos pelas notícias de seus entes queridos. O Langerton ficava em pé na porta de entrada controlando a entrada e saída das pessoas. A sua mediunidade também resplandecia naquele ambiente, vidência e audiência. Algumas vezes via muitas mães chorando e no intuito de consolá-las, lhes adiantava: Não chore minha irmã (ele via mediunicamente o desdobramento das atividades no plano espiritual), o seu filho será o próximo a dar comunicação ou o seu filho já está se comunicando através do Chico.

Algumas pessoas que ouviram isso foram reclamar para o Chico: – Chico afinal é o Langerton quem coordena o trabalho de psicografia? Porque é só ele falar e o espirito se comunica!

O Chico Chamou o Langerton e respondeu ao grupo: – Sabe pessoal, o Langerton tem uma mediunidade muito parecida com a minha. A única diferença é que ele ainda não aprendeu a silenciar… sorriu e continuou o trabalho.

O nosso querido professor, sempre humilde, nos lembrava esta advertência/Lição que recebeu do Chico para ilustrar a reserva que devemos ter com as informações espirituais. Depois deste dia ele nunca mais falou dentro da sala de atividades do Chico. Tudo via, as pessoas lhe perguntavam e ele respondia que nada podia falar.

Com o tempo, o Chico foi lhe revelando muitas informações sobre reencarnações de pessoas famosas, eventos futuros, mas o Langerton sempre nos disse que ele só poderia falar depois que o Chico desencarnasse.

Muitas destas revelações nos foram passadas, algumas contaremos ao longo destes episódios mas outras deverão ser guardadas porque a polêmica não acrescentaria em nada o plano de trabalho que nos compete realizar neste planeta, nesta encarnação.








































































































































Muita paz a todos



Geraldo Nunes




RETORNAR AO MEMORIAL DE LANGERTON


Fut7 Veteranos